...

Eu também tenho um amor...
parece brasão no peito.
 
teima em fazer Sol
nas almas nubladas
 
faz germinar a semente no campo
o pão na mesa
E exala aroma de café
na cozinha de todos
e todas.
 
Um amor 
que invade os terrenos baldios
sem pedir licença
e constrói castelos 
de lona
e madeira
e suor
 
Um amor de acender os olhos
que levanta na hora mais fria do dia,
e vai revolver a terra
com a força de mil braços
cantando num coro de mil vozes
E que chega 
na boca da noite
Anunciando os frutos do amanhã.
 
 
(Alisson da Paz)
comments

  

DONDE MIRAS  colecionadore de pedras  angude sangue    mesquiteios  

manda busca  tarja preta   aguas da cabaca  entre o silencio e o alter ego  sobreesquinastulmutuadasdeverdade

capa serginho donde miras  toda poesia paulo leminski literatura r7 4501  vinicius de moraes  motolove  capavictor  desenho do chao

  

Acervo

Conheça o acervo online do Coletivo Correspondência Poética que desde de 2009 atua na pesquisa e difusão literária, por meio de diferentes plataformas.

 

iconwifi

para ver para ouvir

Biblioteca

Videoteca

Audioteca

Acesse nosso acervo de poesias.

Leia ou envie poemas.

São mais de 150 vídeo poemas

para você assistir.

Aumente o volume e conheça

nossa audioteca poética.